Posts

Você está aqui

Tecnologia da Informação auxilia no aprimoramento de ações de controle para aprimorar administração pública

A Tecnologia da Informação tem sido uma importante aliada para o  aprimoramento da fiscalização de recursos públicos. Por isso, o Tribunal de Contas da União tem buscado investir em inovações e ferramentas que possam contribuir não apenas para o desenvolvimento de ações de controle, mas também para a melhoria da administração pública.

Em 2015, por exemplo, o tribunal começou a desenvolver metodologia para avaliação da abertura de dados na administração pública, além de conceber programa de abertura e divulgação de dados do TCU.
No que se refere aos dados externos, foi apresentada a primeira versão da publicação "5 Motivos para Abertura de Dados na Administração Pública", com o objetivo de sensibilizar as organizações públicas quanto aos benefícios e razões para abertura de seus dados. Foi também realizada auditoria para avaliar a abertura de dados por órgãos do setor de educação, a qual resultou em determinações para abertura de bases de dados de programas como Fies e ProUni.

Outra forma de utilização da TI para aprimorar as ações de controle consiste na utilização de modelos preditivos para subsidiar a seleção de objetos de controle. Esses modelos baseiam-se em metodologia de mapeamento e classificação automática de risco, para detecção de indícios de irregularidades na descentralização de recursos públicos federais por meio de transferências voluntárias, em contratações públicas e na concessão de benefícios sociais. Além disso, há iniciativas para inferência de renda para detecção de anomalias no Programa Bolsa Família. A partir das experiências e do conhecimento adquirido, pretende-se ampliar a construção de modelos preditivos de classificação de risco para outros objetos de controle.

O tribunal também realizou levantamento para identificar riscos em contratações de serviços de TI sob o modelo de computação em nuvem, tendo em vista a crescente adoção desse modelo em escala mundial.

Ainda no campo das contratações, houve ação de controle visando avaliar eficácia e eficiência do modelo de contratação de desenvolvimento e manutenção de sistemas informatizados pelas organizações públicas.

A governança de TI, por sua vez, foi examinada em seis auditorias realizadas sob orientação centralizada com o objetivo de avaliar as práticas adotadas por organizações públicas para implementação e melhoria da governança e da gestão de TI.

No campo dos serviços públicos eletrônicos, atenção especial foi dada à Previdência Social. Como sequência de auditoria iniciada em 2014 e que avaliou a oferta de serviços públicos eletrônicos pelo INSS, realizou-se diagnóstico na cadeia de produção e de gestão de serviços e sistemas da Previdência Social. O objetivo foi analisar deficiências, riscos e dificuldades que impactam o oferecimento de serviços digitais e as atividades das agências da Previdência, com reflexo na vida dos cidadãos.

Nenhum comentário:

Leave a Reply

O TCU

O Tribunal de Contas da União é o órgão responsável por fiscalizar a utilização dos recursos públicos federais. Essa atividade é chamada de controle externo e tem o objetivo de garantir que o dinheiro público seja realmente aplicado em benefício da sociedade.

Pesquisar

Labels