Posts

Você está aqui

Saúde básica é tema do programa #EuFiscalizo

                             


Hospitais cheios, emergências lotadas. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), os hospitais públicos brasileiros operam acima da capacidade na maior parte do tempo. E sabe qual pode ser a solução? A atenção básica à saúde, tema do programa #EuFiscalizo de janeiro.

Em saúde, atenção básica são as ações públicas que buscam aproximar o atendimento médico dos pacientes, com uma equipe atuando perto das comunidades. Quando bem implementada, a atenção primária previne a superlotação dos hospitais e atende melhor às necessidades da população. O objetivo da atenção básica é trabalhar na promoção da saúde e na prevenção de doença, ou atuando ao primeiro sinal de problemas.

Em 2014, foram destinados R$ 120 bilhões à atenção básica, entre recursos da União, dos Estados e dos municípios, mas o Tribunal de Contas da União (TCU) verificou que o Ministério da Saúde não identifica com precisão quais são as reais necessidades de saúde da população, o que faz com que os recursos não sejam utilizados da melhor maneira. Assim, uma questão essencial para a atenção primária é promover ações que melhorem o atendimento que já existe. Hoje, ela atinge apenas 50% da população brasileira, e a qualidade dos equipamentos, das equipes e das estruturas nos centros de saúde não é adequada. Para que a atenção básica à saúde funcione, é necessário ainda que todas as esferas do governo atuem articuladas e planejem ações e acompanhem os resultados.

De acordo com Gastão Wagner, presidente da Associação Nacional de Saúde Coletiva, a atenção básica à saúde é importante para toda a população, independentemente da classe social dos usuários, pois possibilita um melhor atendimento e prevenção aos problemas de saúde.

Países como Inglaterra, Espanha e Cuba já perceberam isso há muito tempo: a maneira mais eficaz e barata para melhorar o sistema de saúde é instituir uma política de atenção básica que funcione adequadamente.

Como funciona a atenção básica?
O objetivo da atenção primária é desenvolver a promoção e a prevenção de saúde por meio de ações com a população. Alguns programas e projetos que fazem parte da atenção básica no Brasil são:
- Programa Saúde em Casa, agentes de saúde que visitam as casas e fazem o acompanhamento das condições de saúde dos membros da comunidade;
- Projeto “Academia de Saúde”, realizado em um posto de saúde, com o objetivo de reunir a população para a pratica de atividades físicas, para ensinar a melhorar os cuidados pessoais com a saúde e para a integração da comunidade;
- Programa Saúde na Escola, que tem como objetivo desenvolver ações de promoção, prevenção e atenção à saúde com estudantes nas escolas públicas;
- Programa Núcleo de Assistência à Saúde da Família, equipes compostas por profissionais de diferentes áreas de conhecimento, que atuam de maneira integrada para atender e dar atenção básica a populações específicas (consultórios na rua, equipes ribeirinhas e fluviais);
- Programa Mais Médicos, que foi implementado com o objetivo de aproximar os médicos da população;
- Programa Brasil Sorridente, uma série de ações para ampliação do acesso ao tratamento odontológico, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), que visa a garantir ações de promoção, prevenção e recuperação da saúde bucal.


Para saber mais sobre a atenção básica à saúde, assista ao programa #EuFiscalizo de janeiro pelo portal TCU na internet, pelo canal do TCU no Youtube ou pelos canais da TV Câmara e da TV Senado, no primeiro domingo do mês, e reprises a critério das emissoras.

Nenhum comentário:

Leave a Reply

O TCU

O Tribunal de Contas da União é o órgão responsável por fiscalizar a utilização dos recursos públicos federais. Essa atividade é chamada de controle externo e tem o objetivo de garantir que o dinheiro público seja realmente aplicado em benefício da sociedade.

Pesquisar

Labels