quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Acesso ao Ensino Superior - Como desbloquear essa fase?


Terminar o ensino médio, entrar em uma universidade, graduar-se , conseguir um bom emprego. Esse é o sonho de muitos estudantes brasileiros. Mas será que todos conseguem a sua vaga no ensino superior?

Para responder essa e outras perguntas relacionadas ao acesso à universidade, o programa #EuFiscalizo deste mês traz o quadro do ensino superior no Brasil. 

Na corrida para chegar ao ensino superior, de cada dez brasileiros que iniciam a vida escolar, um abandona ainda no ensino fundamental, outro no ensino médio e cinco desistem no vestibular. Ou seja, apenas três em cada 10 estudantes conseguem entrar na universidade. Desses três, apenas um consegue terminar o curso e conseguir o tão sonhado diploma.

Para tentar diminuir tantas desigualdades, foram criados novos programas sociais de entrada ao ensino superior: Prouni, FIES, SiSU, Ciência Sem Fronteiras, Lei de Cotas (veja mais detalhes abaixo). Ainda assim, menos de 15% dos brasileiros com menos de 24 anos têm nível superior completo.

O Tribunal de Contas da União fez auditoria para saber como andam esses programas de acesso ao ensino superior. Ao analisar os dados das fiscalizações, o Tribunal encontrou, pelo menos, 12 mil beneficiários que não poderiam receber os recursos desses programas.
O TCU também observou outros pontos que apresentaram algum tipo de problema, como a burocracia nos processos, a falta de um calendário comum entre as instituições de ensino e os prazos estabelecidos pelo Ministério da Educação (MEC), o número de vagas remanescentes não preenchidas, a qualidade dos cursos oferecidos por algumas universidades particulares, a falta de documentos e informações referentes aos programas e a falta de fiscalização do MEC nas instituições de ensino superior, além de chamar a atenção para a falta de um estudo que indique quais são as profissões que mais precisam de graduados no mercado.

O TCU fez recomendações ao MEC para evitar possíveis desvios e fraudes, para melhorar o serviço oferecido à população, além de possibilitar o aumento do ingresso na universidade. 


Principais programas sociais de acesso ao ensino superior:



ProUni - Programa Universidade para Todos

Como funciona?
O governo oferece bolsa de estudos para quem ainda não tem diploma de ensino superior e possui renda familiar de até 1 salário mínimo e meio por pessoa (para 100% de bolsa) ou de até 3 salários mínimos por pessoa (50% de bolsa).
Quem pode ser beneficiado?
Quem estudou o ensino médio inteiro em escola pública ou foi bolsista em escola particular.


FIES - Financiamento ao Estudante de Ensino Superior

Como funciona?
O financiamento paga a faculdade em uma instituição particular reconhecida pelo MEC. Durante o curso, o aluno desembolsa apenas os juros da dívida em parcelas de R$ 150 a cada três meses. A dívida só começa a ser paga pelo aluno um ano e meio após a formatura.
Quem pode ser beneficiado?
Quem tem renda familiar de até dois salários mínimos e meio por pessoa e fez, pelo menos, 450 pontos na média do Enem.


SiSU - Sistema de Seleção Unificada

Como funciona?
O estudante utiliza a nota do Enem para conseguir uma vaga em uma instituição pública de ensino superior. O processo seletivo é realizado no início do semestre letivo, duas vezes ao ano. A inscrição é gratuita.
Quem pode ser beneficiado?
Estudantes que fizeram o Enem.


Ciências Sem Fronteiras

Como funciona?
O programa oferece mais de 100 mil bolsas de estudos para alunos realizarem intercâmbios no exterior, nas áreas de ciência e de tecnologia.
Quem pode ser beneficiado?
Existem diversas regras e requisitos para conseguir o benefício. As regras variam de acordo com cada localidade de intercâmbio. Mais informações no site http://www.cienciasemfronteiras.gov.br/


Lei de Cotas

Como funciona?
Uma lei que define que metade das vagas nas 59 universidades federais sejam destinadas a quem fez todo o ensino médio em escola pública. Dentro das cotas também estão incluídos negros, pardos e indígenas, com proporções específicas para cada estado.
Quem pode ser beneficiado?
Quem estudou durante todo o ensino médio em escola pública ou se encaixe em critérios que o defina como negro, pardo ou indígena. 


Para saber mais:

Assista ao programa #EuFiscalizo - Acesso ao Ensino Superior


Nenhum comentário:

Postar um comentário